CREAS, CRAS e Conselho Tutelar se unem na promoção de ações de combate à exploração sexual infantil

Como acontece todos os anos, o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, (18/05), foi marcado por uma mobilização em todo o País, coordenada pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes e pelos comitês estaduais.

Com o slogan “Faça Bonito – Proteja nossas crianças e adolescentes”, a ação convoca a sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil. Desde 2009 utiliza como símbolo uma flor, como uma lembrança dos desenhos da primeira infância, além de associar a fragilidade de uma flor com a de uma criança. O desenho também tem como objetivo proporcionar maior proximidade e identificação junto à sociedade, proximidade e identificação com a causa.

No município, segundo Juliana Caetano Borges, Coordenadora/Pedagoga do CREAS/MSE, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social foi o órgão à frente da campanha que contou com a parceria das equipes do CRAS, Conselho Tutelar e do Psicólogo da Educação, Rodrigo Gonçalves.

As atividades tiveram início segunda-feira (16/05), nas escolas de Itaguaçu. Em São Simão, houve palestras e distribuição de material gráfico, nesta quarta-feira (17), nas escolas municipais e estaduais. As ações serão encerradas nesta quinta-feira, com distribuição de panfletos nos semáforos.

Alertar a comunidade sobre a necessidade de fazer denúncias. Este foi o principal objetivo das atividades alusivas ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, que tem o dia 18 de maio, como dia “D”.

De acordo com Juliana, a Campanha teve como proposta mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda sociedade, em especial aos pais, professores, profissionais da saúde, da assistência social e todas as autoridades legalmente constituídas a participarem da luta em defesa e garantia dos direitos sexuais de crianças e adolescentes.

“Agradecimentos especiais à Prefeitura Municipal de São Simão, Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social, na pessoa da primeira-dama Adriana Rocha Floriano, a equipe do CREAS, CRAS, Conselho Tutelar, secretaria da Educação, juntamente com o Psicólogo Rodrigo Gonçalves”, falou Juliana.

O Centro Especializado de Assistência Social integra a Proteção Social Especial e atua em situações de risco pessoal e social, por ocorrência de abandono, maus tratos físicos ou psíquicos, abuso sexual, exploração infantil; negligências; uso de substâncias psicoativas, aplicação de medidas socioeducativas e diversas situações de rua, de trabalho infantil e violação de direitos. É formado por equipe multiprofissional que tem um papel fundamental no processo de inclusão e fortalecimento dos vínculos familiares.

O objetivo do CREAS é esclarecer e orientar a sociedade sobre o assunto, bem como provocar um comportamento diferenciado na comunidade para que os casos sejam denunciados aos órgãos competentes.

 

Como denunciar

  • CREAS – 3658- 1429
  • Conselho Tutelar – 3658-3447
  • Delegacias especializadas ou comuns;
  • Ministério Público;
  • Polícia Federal;
  • Polícia Militar;
  • Polícia Rodoviária Federal.
  • Disque denuncia nacional – número 100
  • Em caso de emergência – número 190

 

18 de maio

A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Você pode gostar...