“Faça Bonito – Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”: CREAS e prefeitura lançam campanha contra abuso e crime sexual

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) em parceria com a Prefeitura Municipal, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Secretaria da Educação, CRAS e Conselho Tutelar, realizou na noite desta segunda-feira (15), na Câmara Municipal, o lançamento da campanha 2018 de Combate ao Abuso e Exploração de Crianças e Adolescentes. A Campanha faz parte do Calendário Nacional, instituído pela Lei Federal 9.970/00.

Durante a abertura da campanha, a Coordenadora do CREAS, Juliana Caetano, destacou a importância da integração e participação de vários órgãos do poder público. “Estamos todos unidos para denunciar os crimes de abuso sexual, fortalecendo a nossa rede de enfrentamento de forma integrada. Entendemos que somente desta forma podemos combater o abuso e exploração sexual contra nossas crianças e adolescentes. Todos nós devemos estar envolvidos, alertas e vigilantes para evitar novos casos e, quando forem identificados, denunciá-los”, declarou.

A proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

A campanha “Faça Bonito – Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”, tem como símbolo uma flor, como lembrança dos desenhos da primeira infância, além de associar a fragilidade de uma flor com a de uma criança. O símbolo surgiu durante a mobilização de 18 de maio de 2009. O que deveria ser apenas uma campanha se tornou o símbolo da causa, a partir de 2010. Hoje, ela é uma ação do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

“Queremos convocar todos, família, escola, sociedade civil, governos, igrejas e mídia, para assumirem o compromisso no enfrentamento da violência sexual, promovendo e se responsabilizando para com o desenvolvimento da sexualidade de crianças e adolescentes de forma digna, saudável e protegida”, disse a Coordenadora Juliana.

O Chefe do Poder Executivo manifestou total apoio à campanha e afirmou que o combate a todo tipo de abuso e exploração tem de ser uma prática firme e cotidiana. “Ações para combater a exploração sexual contra crianças e adolescentes precisam ser incisivas, firmes e cotidianas. Esse é um combate em que os entes dos Poderes constituídos não podem cessar jamais”, enfatizou Ibinho.

Marcou presença na solenidade o prefeito Ibinho; o vice Dr. Wallisson; os vereadores Lazinho Lacerda e Jane Vilarinho; a juíza Drª. Patrícia Passoli Ghedin; o promotor Dr. Fabrício Lamas Borges; o Delegado de Polícia Civil, Rafael Gonçalves; a secretária do Desenvolvimento Social, Adriana Floriano; a Coordenadora do CREAS, Juliana Caetano; a Presidente do Conselho Tutelar, Helena Maria Silva Borges; a Coordenadora do CRAS, Daiane Domingues; o secretário de Educação, Divino Nogueira, além de diretores escolares, coordenadores, professores, alunos e servidores.

 

Onde denunciar

Para denunciar, dirija-se ao Conselho Tutelar, na Avenida Brasil, 126, ou então por meio do disque-denúncia: (64) 3658-3447 ou no CREAS, na Rua 24, Qd. 06, Lt. 05, Setor Mutirão II, fone (64) 3658-1429.

Você pode gostar...