CREAS promove palestras sobre o enfrentamento à violência sexual de crianças e adolescentes, na rede estadual e municipal de ensino

Dia 18 de maio próximo é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Para reforçar a importância da data, a Prefeitura de São Simão, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semuds), sob a coordenação do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), e sua Coordenadora  Juliana Borges Caetano, em parceria com a Secretaria de Educação promove, entre os dias 02 e 14, uma série de palestras com profissionais psicólogos, em todas as escolas municipais e estaduais de São Simão e Itaguaçu.

As atividades tiveram início nesta quarta-feira (2/05), nos colégios estaduais Ladislau Alves de Souza e Presidente Costa e Silva, com palestra do Psicólogo David Jensen de Souza e participação da equipe técnica do CREAS e Conselho Tutelar.

A campanha tem a intenção de mobilizar e conscientizar a sociedade a participar do enfrentamento e prevenção à violência sexual contra crianças e adolescentes.

Segundo a campanha, a melhor maneira de se combater a violência sexual contra crianças e adolescentes é a prevenção. Para isso, é necessário um trabalho informativo junto aos pais e responsáveis, a sensibilização da população em geral e dos profissionais das áreas jurídicas e de educação, com a identificação de crianças e adolescentes em situação de risco e, também, do acompanhamento da vítima e do agressor.

 

Mobilização nacional contra os abusos

O dia 18 de maio foi instituído em 1998, quando cerca de 80 entidades públicas e privadas, reuniram-se na Bahia para o 1º Encontro do Ecpat (coalizão internacional de organizações da sociedade civil atuantes para a eliminação da exploração sexual de crianças e adolescentes), no Brasil. O evento foi organizado pelo Centro de Defesa de Crianças e Adolescentes (Cedeca/BA), representante oficial do órgão. No encontro, com a presença de entidades do país todo, surgiu a ideia de criação de um Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil. A data foi escolhida em memória a 18 de maio de 1973, quando a menina Araceli, de apenas oito anos, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média na cidade de Vitória (ES), crime que segue impune até hoje.

De autoria da então deputada federal Rita Camata – presidente da Frente Parlamentar pela Criança e Adolescente do Congresso Nacional -, o projeto foi sancionado em maio de 2000.

Desde então, a sociedade civil em defesa dos direitos das crianças e adolescentes promove atividades em todo o país para conscientizar a sociedade e autoridades sobre a gravidade da violência sexual.

A campanha “Faça Bonito”  tem como símbolo uma flor, como lembrança dos desenhos da primeira infância, além de associar a fragilidade de uma flor com a de uma criança. O símbolo surgiu durante a mobilização de 18 de maio de 2009. O que deveria ser apenas uma campanha se tornou o símbolo da causa, a partir de 2010. Hoje, ela é uma ação do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

 

Onde denunciar

Para denunciar, dirija-se ao Conselho Tutelar, na Avenida Brasil, 126, ou então por meio do disque-denúncia: (64) 3658-3447 ou no CREAS, na Rua 24, Qd. 06, Lt. 05, Setor Mutirão II, fone (64) 3658-1429.

Você pode gostar...